Biografia

Nome Completo: Keira Christina Knightley
Data de Nascimento: 26 de março de 1985
Local de Nascimento: Teddington, Richmond, Londres – Inglaterra
Signo: Áries
Altura: 1,70 m
Cor dos Olhos: Castanho Claro
Cor do Cabelo: Castanho Claro
Links: IMDb • Wikipédia

Keira Christina Knightley, mais conhecida como Keira Knightley, é uma atriz, modelo e produtora britânica, nascida no dia 26 de março de 1985, em Londres (Inglaterra), nos subúrbios de Teddington, Richmond. Keira é filha do ator Will Knightley e da atriz e escritora Sharman MacDonald, e irmã mais nova de Caleb Knightley, que nasceu em 1979.

Foi duas vezes indicada ao Oscar: em 2006, como a protagonista Elizabeth Bennet em “Orgulho e Preconceito” e 2015, como a coadjuvante Joan Clarke em “O Jogo da Imitação”.

É casada desde 2013 com o músico e tecladista da banda de indie rock britânica The Klaxons, James Righton, e mãe da pequena Edie, nascida em maio de 2015.

Seu interesse por atuação surgiu aos 03 anos de idade quando, ao conhecer o agente de seus pais, pediu a eles um agente para si própria, mas por ser ainda muito criança, seus pais acharam melhor recusar o pedido da jovem. Aos 06 anos, Keira descobriu sofrer de dislexia, doença que prejudica e dificulta a leitura e escrita.

Durante muito tempo Keira se esforçou muito para conseguir superar seu problema, e conseguiu bons resultados. Pra recompensar a filha, os pais de Keira resolveram contratar seu primeiro agente. Com 07 anos, Keira conseguiu seu primeiro papel na vida, uma pequena participação na televisão no episódio “Royal Celebration” da série ”Screen One” (1993).

Ainda durante a infância e primeiros anos da adolescência, Keira participou de alguns filmes, como “Innocent Lies’’ (1995) e “Treasure Seekers” (1996), e na série britânica “The Bill” (1995), onde interpretou a personagem chamada Sheena Rose no episódio “The Swan Song“. Quatro anos depois, em 1999 Keira teve uma participação maior no filme “Coming Home“.

Também em 1999, Keira participou do filme “Star Wars Episode I: The Phantom Menace“, dirigido George Lucas, interpretando em algumas cenas a personagem Sabé, que em quase todo o filme é interpretada por Natalie Portman. Keira foi escolhida devido a semelhança entre as atrizes. Desde então, a jovem inglesa se tornou mais conhecida, e estrelou outras produções televisivas, como a minissérie “Oliver Twist” (1999) e  filme “Princess of Thieves’’ (2001), onde interpretou Gwyn, a filha de Robin Hood. Também em 2001, Keira participou do filme “The Hole”. A produção marcou sua primeira cena de nudez, com apenas 15 anos. Devido a idade, os produtores esperaram Keira completar 16 anos para exibirem o filme nos cinemas. Nessa mesma época Keira estudava no colégio “Esher” as matérias literatura inglesa e história da política, mesmo assim continuou sua carreira como atriz.

Ainda no ano de 2001, Keira conseguiu seu primeiro papel de grande nome, no filme “Bend It Like Beckham“. Mas foi em 2003 que ela conquistou sucesso internacional ao interpretar Elizabeth Swann no primeiro filme da franquia Piratas do Caribe, “Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl”. Personagem que ela veio a interpretar mais duas vezes nos filmes “Pirates of the Caribbean: Dead Man’s Chest” (2006) e “Pirates of the Caribbean: At World’s End” (2007). Em fevereiro de 2006 revelou que planejava permanecer morando em Londres e não se mudaria para Los Angeles para continuar sua carreira em filmes americanos. Em 2007, anunciou em entrevista que não tinha interesse em voltar para a franquia: “Não me imagino fazendo outro [filme da série]Foi uma experiência sensacional, mas acho que para mim três é o suficiente.”

Em 2004 interpretou Guinevere no filme “King Arthur” e em 2005, aos 20 anos, interpretou Elizabeth Bennet no filme “Orgulho e Preconceito” (Pride and Prejudice), interpretação que a levou a sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Atriz. Mas o papel de uma das mais famosas heroínas românticas quase não ficou com Keira Knightley: “Joe Wright [direitor] não me queria em “Orgulho e Preconceito” porque pensava que eu era muito bonita [para o papel]. Então ele me encontrou e disse, ‘Oh não, você é ótima!‘”

Com o fim da franquia Piratas do Caribe, Keira se dedicou a fazer filmes independentes e dramas de época, como o filme “Desejo e Reparação” (2007), segunda parceria com o diretor Joe Wright. Sua atuação foi aclamada, e ela recebeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz – Drama e uma indicação ao BAFTA de Melhor Atriz. No ano seguinte, estrelou “A Duquesa”, no papel de Georgiana Cavendish, Duquesa de Devonshire.

Keira revelou em entrevista que pensou em desistir da carreira aos 22 anos, depois de participar do filme “Desejo e Reparação”: “Pensei em parar. Não gostava do que estava fazendo e me sentia muito culpada por isso. Lembro de odiar a ideia de que eu estava em uma posição privilegiada e não conseguia ver por que estava fazendo aquilo.

Fez sua estreia no teatro britânico em 2009, na peça de sucesso “The Misanthrope“, interpretando Jennifer. Voltou para o teatro em 2010 com “The Children’s Hour“, adaptação da peça teatral criada por Lillian Hellman. Na broadway, fez sua estreia em 2015 com a peça “Thérèse Raquin“, no papel da personagem título.

Em 2011 estrelou “Um Método Perigoso”, que estreou no festival de Cannes. Em 2012 repetiu a parceria com Joe Wright no filme Anna Karenina. No ano seguinte, participou do seu primeiro blockbuster desde sua derradeira participação em “Piratas do Caribe”, “Operação Sombra: Jack Ryan”.

Keira Knightley soltou a voz na produção “Mesmo Se Nada Der Certo”, no papel da cantora Greta, em 2014. No mesmo ano participou do filme “O Jogo da Imitação”. Pela atuação como a personagem Joan Clarke conseguiu sua segunda indicação ao Oscar, em 2015, dessa vez na categoria Melhor Atriz Coadjuvante.

Keira Knightley e o namorado James Righton, integrante da banda britânica The Klaxons, se casaram em 04 maio de 2013. Eles se conheceram em 2011, depois de serem apresentados um ao outro pela modelo Alexa Chung, amiga em comum dos dois. Keira usou um vestido branco simples e belíssimo em uma cerimônia íntima na cidade de Mazan, no sudeste da França.

Em 2014, depois de vários rumores, confirmou a gravidez do primogênito ao site da revista Elle, aos 29 anos. O nascimento do bebê foi em maio de 2015, em Londres, quando foi revelado que Keira havia tido uma menina.  Três meses depois, em entrevista para a revista britânica Elle, Keira revelou o nome da filha: Edie Righton. Na mesma entrevista, Keira falou sobre maternidade: “É um amor muito primitivo. É extraordinário. […] Você passa a gravidez e o trabalho de parto e, em seguida, está alimentando a criança. E você pensa: ‘uau, meu corpo é totalmente incrível.

Revelou em 2016 para a revista americana People usar peruca há anos: “Ao longo da minha carreira em Hollywood, eu tive que tingir meus fios de todas as cores que você pode imaginar. Meus cabelos ficaram tão destruídos, que começaram a cair da minha cabeça! Por essa razão, há cinco anos eu uso perucas todos os dias – e sinceramente isso foi a melhor coisa que já aconteceu com os meu cabelos.” Ela contou que a maternidade só trouxe benefícios para o seu cabelo: “Meu cabelo é naturalmente ondulado e, desde que eu tive a bebê, meus fios ficaram dez vezes mais grossos.